Canção dos shenlongs

A-Canção-dos-Shenlongs-Diogo-AndradeOs tempos mudaram. A ascensão do Império de Housai obrigou os monges guerreiros shenlongs a se isolarem cada vez mais. Com o passar dos anos, os Quatro Templos sagrados se tornaram seu último refúgio. Os Antigos se foram. Seus descendentes desapareceram. Aqueles que resistem à nova ordem estão enfraquecidos.

Por mais de mil anos, o Templo da Montanha, Shanjin, se manteve firme em Linshen. E para Mu, Shanjin é sua casa. Chegou ao templo ainda criança junto de seu irmão, Ruk. E, quando Ruk é expulso da ordem monástica, Mu vive o conflito entre a dor da perda e se manter como um shenlong, fiel aos ensinamentos e o caminho de retidão.

Os problemas se agravam quando um espadachim misterioso traz a notícia da grande ameaça que pode abalar os Quatro Templos. O exílio não durará. Agora, os shenlongs de Shanjin devem reforçar suas defesas e se preparar para o combate. Pois, desta vez, nem a Barreira será suficiente para protegê-los.

Em a Canção dos Shenlongs, Diogo Andrade introduz um universo ficcional elaborado com suas próprias regras, leis, deuses, religiões e relações de poder, que transportam o leitor para uma realidade de grande imaginação.

Ficha Tecnica: 96 págs/ ebook

Compre em: Amazon

Mu e Ruk são crianças orfas que se tornaram irmãos e foram acolhidos pelo templo da montanha de Shanjin, os dois juraram proteger um ao outro,mas tudo muda quando Ruk é expulso do templo, Mu então tem uma grande perda,seu irmão e amigo já não está mais com ele e o pior ele não pode fazer nada pra ajudar Ruk na hora em que foi expulso.Muito tempo depois o templo recebe uma noticia que uma batalha contra os Shanjin se aproxima e agora eles tem que se preparar para o combate e sobreviver como fizeram a todos esses anos, porém os monges não tem tanta certeza disso pois o que vão enfrentar é muito maior e mais letal.

“Não sei dizer por que fui. Não confiava nele. Tudo era muito estranho.”(pág 99)

Numa mistura de amizades,lutas e traição A canção dos shenlongs te conquista pelos detalhes e sua narrativa cativante, num desenrolar dos fatos as coisas vão ficando mais quentes e tensos até a batalha sangrenta que é travada no templo. Com muitas cenas de luta e demonstração de poderes e uma surpresa de que a raiva e o ódio pode transformar uma pessoa boa em má e leva a traí até seu próprio irmão a quem jurou fidelidade.

“Deixe-me cair de lado,gritando. Olhava para cima. As lágrimas ofuscavam minha visão refratando o verde das folhas.(pág 1152)

O livro é curtinho e te deixa querendo saber mais afundo sobre Ruk e Mu, além de querer aprender mais sobre o templo e sobre seus ensinamentos místicos e o final é meio que “o que ?? meu deus não termina quero saber o que tá acontecendo”,a escrita do autor é leve e bem tangível. E o que se pode esperar desse livro é uma viagem épica no mundo místico dos monges de Shanjin e uma leitura rápida porém memorável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s