Jack – O estripador – Rastro de sangue

51ouk6fpkcl._sx346_bo1,204,203,200_
Audrey Rose é bem diferente das moças da sua idade,enquanto as outras se preocupam em arrumar pretendentes ou serem convidadas para um chá na alta sociedade de Londres,Audrey apenas quer saber como o corpo humano funciona e isso a facina.E quando ninguém está vendo Audrey estuda os corpos junto com seu tio jonathan e até se arisca nas aulas dada pelo seu tio que é só para rapazes. Ela tem uma visão bem diferente do resto das outras pessoas e acha que se a mulher quiser ela pode ser o que bem entender e não só uma esposa fiel e dona do lar. Quando varias mulheres começam a ser assassinadas brutalmente, Audrey pensa que deve justiça, e que esse assassino deve ser pego e ela irá juntar todas as pista e irá encontra-lo,ela deve isso,ela tem que fazer isso por todas essas mulheres,porque independente do que elas sejam,não devem morrer dessa forma tão horrível e assombrosa.Então junto com Thomas; um aluno do seu tio, ela resolve embarcar nesse universo cheio de pistas e rastros de sangue.

Ficha técnica: 354 págs / Ficção / 2018 / Kerri Maniscalco

“Eu estava sem palavras. As mulheres que ele havia assassinado realmente importavam. Elas não eram lixo para serem jogadas fora nas ruas. Elas eram filhas e esposas,mães e irmãs. E elas eram amadas do mesmo jeito que amávamos nossa própria mãe. Como ele se atrevia a fazer tal julgamento?”(pág 317)

Eu comprei esse livro pela capa confesso, e também por se tratar de uma mulher sendo protagonista e apaixonada pela medicina forense, assim como eu. Já podem imaginar que a cada parte em que Audrey estava ali fazendo incisões nos corpos eu ficava meu Deus que legal rs.

“Eu me demorei olhando para o metal que estava sendo colocado sobre a pele,garantindo um ângulo adequado para obter o corte mais limpo.”(pág 11)

O livro me prendeu muito bem, e fiquei bem curiosa sobre o assassino, claro que como a história apresenta certos personagens não foi difícil deduzir quem era. Audrey é uma personagem bem forte,decidida,não liga para padrões, mas quando está de frente com o assassino ela meio que pede sua essência, porém acho que esse momento é justificado porque ela não esperava tal façanha e ao descobrir quem era foi um choque pra ela.

“Olhos castanho dourado eram perfeitamente dispostos em um rosto anguloso, como se o próprio Leonardo da Vinci o houvesse pintado.Quem me dera ter cílios tão espledidos quanto os dele.”(pág 19)

Thomas o aluno do tio tem uma parte importante na história já que ele ajuda nossa heroína a desvendar os mistérios dos assassinatos, ele é o típico mocinho que esconde algum segredo sombrio, e que adora implicar com a nossa Andrey, desde o primeiro encontro já se mostra uma pedra no sapato rs, adorei ele mesmo achando que as vezes ele devia levar uns tapas.

Temos a relação de Audrey com o pai e o irmão que são super protetores, principalmente o pai, depois que a mãe morreu sempre acha que alguém vai transmitir uma doença fatal a Audrey, então a proíbe de sai de casa, mas é claro que ela sempre da um jeito de fugir para o laboratório do tio Jonathan e realizar seus estudos dos corpos.

“Estamos aterrorizados em deixar a menina sair de nossa bolha de novo? Deus nos livre que ela peque varíolae morra.”(pág 28)

O livro se passa no século xix já da pra imaginar o motivo do pai não gostar de Audrey está aprendendo essas coisas, para as pessoas daquela época as moças deviam ficar em casa fazendo bordados e tomando chá na frente de suas varandas, ou arrumando pretendentes. Medicina forense era coisa pra homem e mulher não devia mexer com essas coisas tão profanas. Dar pra ver que o livro tem uma critica a esses modos , que eu acho bem antiquados o jeito como as mulheres eram submetidas a ficarem em casa e cuidar dos seus maridos e não terem uma profissão que gostassem ou ser o que elas queriam,acho que essa personagem representou muito bem isso.

“Enxergar a verdade nunca era fácil,especialmente quando ela revelava que aqueles mais proximos de nós poderiam ser monstros escondidos em plena vista.”( pág 273)

E por fim a história é bem rápida,gostosa de se ler, o final foi um pouco previsível pra mim, porém gostei bastante do livro, que é lindo por sinal,tem varias artes e desenhos maravilhosos que amei é legal percorrer a Londres do século xix,gostei também dos personagens das falas e pelos diálogos bem construídos. Jack o estripador-rastro de sangue é uma história que vale a pena ser lida, ainda mais pra quem gosta de histórias com suspense e incisões de corpos,cenas bem detalhadas e criticas a sociedade.

Bjos, e até a próxima ♥.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s